Posts com Tag ‘mitos’

OPA! bebidas

Notícia da INTERNET que com certeza interessa a MUITA gente! São os MITOS e VERDADES sobre a BEBIDA!

Aquelas histórias que todo MUNDO conta sempre com a maior CERTEZA e você acaba acreditando! Veja agora o que é verdade e o que é FALTA DE INFORMAÇÃO:

1. A combinação de energético e álcool é um risco para a saúde, causando problemas principalmente no fígado.

Mito: Cada lata de energético corresponde a três ou quatro cafés expressos. O que o jovem faz é consumir um estimulante para tentar diminuir os efeitos sedativos do álcool, que é inibidor e depressor do sistema nervoso central.

2. Comer antes de beber mantém a pessoa sóbria por mais tempo.

Verdade: Se uma pessoa se alimenta, ela impede que o álcool entre em contato direto com a mucosa gástrica, retardando a absorção.

3. Cerveja dá barriga.

Mito: Não adianta culpar a cerveja pelo aumento excessivo da circunferência na cintura. Se a pessoa tiver tendência a engordar em determinadas regiões, isso acontecerá devido ao consumo de álcool somado a uma alimentação desregulada, e não pelo tipo de bebida.

4. Para não tomar um porre, é só não misturar bebida.

Mito: O que importa é a concentração de álcool consumida, não a mistura.

5. O homem é, realmente, mais resistente ao porre do que a mulher.

Verdade: Pode parecer machismo, mas não é. A absorção de álcool depende de diversos fatores, entre eles, sexo, tamanho e peso.

6. Café deixa acordado o suficiente para dirigir depois de beber.

Mito: Se você é teimoso e gosta de correr perigo, saiba que uma pessoa leva em torno de uma hora para depurar (eliminar do sangue) cada dose de álcool consumida.

7. O famoso “bafo de onça” é um sinal de que a pessoa está bêbada.

Mito: Para perceber se a pessoa está alcoolizada é preciso ver o comportamento inadequado e o grau de desinibição. O hálito etílico pode até ser um dos fatores, mas as pessoas podem produzi-lo, ou não.

8. Quanto mais se bebe, mais se fica tolerante ao álcool.

Verdade: A tolerância é um efeito que a pessoa ganha com a frequência da bebida.

9. Beber melhora o desempenho sexual.

Mito: O álcool, em pequenas quantidades, ajuda na desinibição. Então, quem tem muita dificuldade em se expor sexualmente, acha que funciona. O problema é que isso pode se tornar dependência e, em grandes doses, os homens têm tendência a sofrer dificuldades de ereção, e as mulheres, de atingir o orgasmo.

10. Colocar pedras de gelo na boca antes de soprar o bafômetro, chupar pastilhas de menta, comer cebola ou usar anti-séptico bucal ajuda a burlar o aparelho.

Mito: Pelo contrário. Se usar anti-séptico bucal pode dar positivo, pois ele tem álcool na composição.

fica o registro! (Yahoo)

o estilo diz tudo

Rei da Moda.

OPA! cabelo

Há muitos mitos sobre os cabelos que todo mundo considera VERDADEIROS. Saiba aqui o que é verdade e o que não é na HORA de cuidar do VISUAL.

 

 

 

1. Cortar na lua cheia encorpa a cabeleira

Esta crendice tem origem nas mitologias dos povos agrícolas, que achavam que o que era bom para as plantas servia para os cabelos. Assim, aparar os fios na lua cheia aumentaria o volume; na minguante, teria o efeito oposto; na lua nova seria ótimo para renovar o visual e, na crescente, ideal para se tornar uma Rapunzel. O fato é que até agora a ciência não achou nenhuma evidência nesta proposta dos cortes baseados em calendários lunares. Há, sim, provas de que os fios reagem à melatonina, hormônio associado à luminosidade do meio ambiente, por isso a taxa de crescimento é ligeiramente menor durante o inverno segundo o dermatologista Valcinir Bedin, presidente da Sociedade Brasileira para o Estudo do Cabelo.

2. Aparar o cabelo mensalmente acelera o crescimento

Temos, aqui, a idéia da poda de planta novamente. O fio cresce cerca de 1 cm por mês, cortando-o ou não. O cuidado apenas tem o objetivo de retirar as partes danificadas, como pontas duplas, deixando o conjunto mais saudável e harmônico. Mas não tem poder de acelerar o desenvolvimento.

3. Os cabelos se acostumam com os xampus

Você compra um xampu, usa-o por duas a quatro semanas e ele deixa de produzir o efeito inicial. Logo, seu cabelo se habituou com ele, certo? Errado. O fato é que os cabelos deixam de ficar limpos corretamente – e esta é a principal função do xampu -, quando o produto adquirido não é indicado para seu tipo de cabelo. O que se nota principalmente no couro cabeludo, cujas raízes vão ficando cada vez mais oleosas e os fios, opacos e sem vida. O desconforto leva as pessoas a uma busca incessante pelo xampu ideal. A boa nova é que hoje há produtos específicos para cada tipo de cabelo. Contudo, se você não está acertando na escolha, é sempre útil ouvir a opinião de um especialista, que pode ajudá-lo a identificar seu tipo de cabelo.

4. Água fria deixa o cabelo mais brilhante

Na verdade, é a água excessivamente quente que prejudica a saúde dos fios, estimulando a produção das glândulas sebáceas. Ainda mais agora, com a entrada do inverno, é recomendado optar por temperaturas mornas.

5. Lavar os cabelos diariamente deixa-os mais oleosos

Ao contrário. Cabelos oleosos devem ser lavados todos os dias, mas com xampu específico e sem massagens excessivas para não superestimular a produção de óleo. Segundo a dermatologista Karla Saggioro, autora de Invista em Você – Respostas para Dúvidas que mais Afligem as Mulheres, da New York Publications, o excesso de oleosidade no couro cabeludo pode levar à queda.

6. Deixar o creme o dia inteiro otimiza o tratamento

“Muitas pessoas deixam o creme de tratamento por mais tempo do que o recomendado”, adverte a dermatologista Adriana Villarinho, de São Paulo. O resultado é que a hidratação, em vez de embelezar o cabelo, pode deixá-lo oleoso.

7. Cem escovadelas à noite deixam os cabelos saudáveis

O hábito, que pode ser conferido em muitos filmes de época, de fato ativa a circulação no couro cabeludo. Mas é desaconselhado, pois pode fragilizar os fios e irritar o couro cabeludo.

8. Calvície é coisa de idoso

Segundo o dermatologista Otávio Macedo, autor de Segredos da Boa Pele – Preservação e Conservação, da Editora Senac, a calvície é mais intensa e mais rápida quando atinge homens jovens. Quanto mais precoce, mais depressa ela se instala. “Já a calvície num homem de 40 anos é mais lenta e, na maioria das vezes, não se estende por todo o couro cabeludo”.

9. Fios brancos arrancados nascem em dobro

Se fosse verdade, seria fácil combater a calvície. Bedin explica que é natural que os fios brancos se destaquem na cabeleira. Isso acontece porque o processo de encanecimento é causado pela perda de melanina – a substância que dá cor -, que é substituída por ar e, em seguida, por queratina, proteína que deixa fio mais grosso e, portanto, mais visível.

10. A pontinha branca do fio é a raiz

Muitas pessoas fazem um drama quando notam fios caídos com o que julgam ser a raiz. Em primeiro lugar, é natural uma perda de até 100 fios diários – que passa praticamente despercebida. Em segundo, como qualquer organismo vivo, a estrutura capilar passa por fase de crescimento, repouso e morte. Quando o fio cai com a “raiz” – na verdade o bulbo -, significa que ele já estava morto e, se tudo estiver normal, logo estará sendo substituído por outro.

Interessantes as dicas, porque realmente são coisas que todos comentam.

Ficam as dicas (Terra)!

o estilo diz tudo

Rei da Moda.